sábado, 26 de dezembro de 2015

Foder.Com




Tristan Reveur


Foder é uma banda sonora.
Mas também é um poço de contradições, onde cabem pecados e virtudes.
É uma exaltação do belo, do maldito, do decadente, do contemplativo.
Pede-se sexo mas recebe-se um quase amor.
É-lhe inevitável, apesar de o atormentar,
a incapacidade de separar físico e não-físico. 
É preciso tempo para lhe retirar, camada após camada. São demasiadas. 
Mas assim que o despimos a visão é surpreendente. A surpresa instala-se.
Há um corpo incondicional que quer ser fiel e teme a derrota,
receia perder.
Fodê-lo é mais que fodê-lo.

4 comentários:

  1. Pois... é uma foda danada, kkkkk
    .
    Cumprimentos e delicias

    ResponderEliminar
  2. O retrato perfeito, por assim dizer.
    Sendo meu companheiro de viagem, sei-o.
    Mistério e uma foda danada. Mesmo.
    Um pouco tímido até....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saber que consegui aproximar-me de uma boa descrição é bom.

      Eliminar

- As críticas são bem-vindas, sobretudo as inteligentes
- Opiniões, sugestões, declarações, informações e tudo o resto cabem aqui.
- O que não cabe? Má educação, insultos ou publicidade descarada a outros sites e/ou blogs, tipo spam.
- Respondo a todos menos a anónimos(as)