sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Semeio-me


Planto-te na pele
A semente que guardava
Como prova de que em ti vivo
Como prenúncio de que em ti viverei
Espalho-me em ti
Porque me és terreno fértil
Arado pelo corpo que te entrego
Afagado pela boca que te ofereço

4 comentários:

  1. Sementeira branca. Tanto bichinho morto, kkkkkk
    Querendo, visite-me
    .
    Deixo uma carícia

    ResponderEliminar
  2. Eheheheheh... se experimentares semear, és capaz de ter mais sucesso na colheita ;)))

    ResponderEliminar

- As críticas são bem-vindas, sobretudo as inteligentes
- Opiniões, sugestões, declarações, informações e tudo o resto cabem aqui.
- O que não cabe? Má educação, insultos ou publicidade descarada a outros sites e/ou blogs, tipo spam.
- Respondo a todos menos a anónimos(as)